Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''questões''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Comunidade Estudo Completo
    • Videoaulas
    • Fórum de discussão livre
    • Eventos (Notícias, Lives e entrevistas)

Blogs

  • Blog de Concurseiro para Concurseiro - Estudo Completo
  • Bowl de Nutrição: diversas orientações nutricionais em pequenas porções

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Encontrado 2 registros

  1. Olá, amigos! Hoje me proponho a dar algumas dicas bem práticas na resolução de questões da famigerada banca Cespe/Cebraspe. Ela costuma apresentar assertivas nas quais o candidato deve julgar Certo ou Errado. Se a resposta estiver de acordo com o gabarito oficial, soma-se + 1 ponto. Se estiver em desacordo, desconta-se -1 ponto. Daí vem a famosa frase de que "uma errada anula uma certa", ou seja, o Cespe penaliza o erro e o chute aleatório. Bueno, vamos ao que interessa. 1) Esteja afiado na língua portuguesa O Cespe muitas vezes vai pegar conceitos da lei ou doutrina e invertê-los, trocar conjunções, inserir um "não" ou um "necessariamente". Não basta saber a matéria, tem que saber interpretar o que examinador está querendo dizer. Ter fluência na leitura é fundamental. Por isso insistimos tanto que o aluno estude majoritariamente via material escrito/PDF . Observe essa questão de AFO: (CGM João Pessoa/ 2018) Acerca de finanças públicas e orçamento, julgue o item a seguir. A lei orçamentária anual não pode conter dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, de modo que é vedada a autorização para a abertura de créditos suplementares e a contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos termos disciplinados em lei. Agora compare com o Art. 165 - § 8º da Constituição Federal: "A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos termos da lei." A partir de simples leitura, deduzimos que a CF diz expressamente que não é proibido, ou seja, pode haver autorização para abertura de créditos suplementares e contratação de operações de crédito. Por outro lado, a banca sutilmente disse que essa autorização é VEDADA. Pois é, tentaram ardilosamente te confundir manejando a língua portuguesa. Fique esperto! Gabarito ERRADO. 2) Para o Cespe, é Certo mesmo que o enunciado esteja incompleto Observe esse item de Contabilidade Geral: (FUB/2015) Julgue o seguinte item, acerca da elaboração das principais demonstrações contábeis previstas pelo CPC. O balanço patrimonial é a demonstração contábil estática que apresenta, em termos qualitativos, a posição financeira e patrimonial da entidade em data determinada A doutrina ensina que o Balanço Patrimonial apresenta a posição financeira tanto em termos qualitativos quanto em termos quantitativos. A assertiva, embora incompleta, está CERTA. Grave isso: para o Cespe, é Certo mesmo que o enunciado esteja incompleto. 3) Leia o comando da questão antes de ler o "textão" Veja essa questão recente de AFO, da Sefaz Alagoas: (SEFAZ AL/2020) Após a aprovação da reforma da previdência social, o governo correu para estabelecer uma agenda de reformas econômicas. Batizado de Mais Brasil, o plano do governo propõe transformar radicalmente o Estado — racionalizando os gastos públicos. Entre as propostas encontra-se a previsão de gatilhos, que possibilitam a redução de salários de servidores, de forma a evitar que o governo descumpra a chamada regra de ouro. ("TEXTÃO") Internet: <www.economia.ig.com.br> (com adaptações). Com relação ao assunto abordado no texto precedente, julgue o item a seguir. A proposta de emenda constitucional voltada a permitir que o governo possa reduzir o salário dos servidores públicos em caso de grave desequilíbrio orçamentário qualifica-se, essencialmente, como um instrumento do Estado para o exercício de sua função distributiva. ("COMANDO") Redução de salários em caso de desequilíbrio orçamentário é função.... ESTABILIZADORA, e não distributiva, conforme sugeriu o comando da assertiva. Viram como não precisava ler o textão para matar essa? Assim, ganhamos segundos preciosos na hora da prova. Gabarito ERRADO. 4) Procure o erro. Uma das dicas mais importantes: basta 1 erro para que a assertiva fique invalidada. Se na leitura você não achar erro, pergunte a si mesmo: "posso aceitar essa afirmativa como verdade?" Se sim, o gabarito muito provavelmente será CERTO. Observe esse item sobre atos administrativos: (FUB/2015) Em relação aos requisitos e às espécies de atos administrativos, julgue o item subsequente. A competência, finalidade, forma, o motivo, objeto e a legalidade são considerados requisitos dos atos administrativos. E aí, onde está o erro? Isso mesmo, a legalidade não é um requisito dos atos administrativos. Isso torna errada toda a questão, pois basta 1 erro para que a assertiva fique invalidada. Pode marcar ERRADO sem medo de ser feliz. Mais uma, agora envolvendo Poder de Polícia e Atos Administrativos: (SEDF/2017) Com relação aos poderes e atos administrativos, julgue o próximo item. A construção irregular de um prédio pode ser o motivo para a prática de um ato administrativo com o objetivo de paralisar a atividade de construir. Há algum erro? Não. Posso aceitar essa afirmativa como verdade? SIM. Então o gabarito é CERTO. Bom, por hoje era isso, galera, espero que tenha ajudado. E aí, alguém mais tem dicas para compartilhar sobre o Cespe ? Abraço e bons estudos
  2. Olá, amigos! Hoje venho falar um pouco sobre a importância do uso de questões no estudo para concursos. Quando conheci a metodologia do prof. Diogo, ouvi uma frase que me marcou por sua simplicidade e eficiência: "fazer questões é o que há de mais importante." Mas já pararam pra pensar de onde saiu essa ideia? 1) De início, fazer questões é a coisa mais importante porque é isso que você vai fazer no dia da prova. Sua missão é marcar o X no lugar certo. "Simples assim." Então o ideal é treinar questões até adquirir naturalidade nessa tarefa. Vai chegar num ponto em que o cérebro estará tão acostumado que o fará quase que automaticamente. É como aprender a dirigir: depois de um tempo você nem pensa para ligar o carro, trocar de marcha, etc. 2) Além disso, fazer questões é uma ferramenta poderosa de revisão. Ela pode tranquilamente substituir a releitura dos grifos, com significativa economia de tempo. Faça o teste você mesmo(a): em vez de grifar e revisar os grifos, faça leitura atenta do PDF sem grifar e depois faça as questões pares e ímpares do fim da aula, conforme o método do prof. Diogo. A tendência, inclusive, é haver aumento na retenção do conteúdo, o que nos leva ao próximo item. 3) Fazer questões é uma forma de estudo ativo. Sem entrar muito em teoria do aprendizado e falando de um modo simples, resolver exercícios mexe com áreas do seu cérebro que facilitam a memorização, de modo a aumentar a fixação da matéria. Quem nunca se sentiu feliz por conseguir um percentual alto, ou ficou com raiva de si mesmo por ter errado alguma besteira? Pois é. Isso é uma espécie de "gameficação" dos seus estudos. 4) Ademais, fazer questões nos indica quais são os assuntos mais cobrados pela banca. Muitas vezes os examinadores não têm muita criatividade. É comum que a cobrança se repita nos mesmos subtópicos da disciplina, inclusive com questões iguais ou quase iguais de uma prova para outra. Não podemos nos dar ao luxo de perder esses pontos. 5) Por fim, fazer questões é uma excelente ferramenta de controle. O seu percentual de acertos é um retrato fiel do seu nível em cada disciplina e em cada assunto. Não confie na sua "sensação". Mais vale estar inseguro acertando 85% dos itens do que estar confiante acertando 70% das questões. Confie nos números! Aproveitando o ensejo, vou mostrar, na prática, um passo a passo do que fazer quando finalizar uma matéria no PDF, conforme o método do prof. Diogo. Também é um caminho para elevar seu percentual de acertos. a) Separe a matéria por assuntos ou subtópicos. Até 15 itens por matéria é um bom número. Vou dar exemplo de como eu fiz no caso de Direito Constitucional. Observe que a matéria foi dividida em 9 itens. b) Crie cadernos no site de questões com o assunto de cada subtópico. Escolha a banca de preferência. Remova questões anuladas e desatualizadas. Dê preferência para questões de 2013 em diante. c) Resolva de 10 a 15 questões de cada caderno, e vá para o próximo. É o que a gente chama de "girar os cadernos". Anote seu percentual em cada rodada. d) Separe o que estiver errando em um "caderno de erros", para reler no futuro. Pode ser feito no Word, ou à mão mesmo. e) Ataque seus pontos de dificuldade. Por exemplo, uma planilha de Direito Constitucional: Observe que o item 8 está um pouco abaixo dos demais, com 85% de acertos. Nesse caso, valeria a pena dedicar um pouco de tempo no intuito de elevar para a faixa de 90%, que é a média geral da disciplina. Bom pessoal, por hoje era isso. Se alguém tiver mais dicas, fique à vontade para compartilhar. Espero que tenha sido útil ! Abraço e bons estudos!
×
×
  • Criar Novo...