Ir para conteúdo

Priscila Costa de Nazaré L

310 visualizações

 Share

Alguém aqui tem TDAH? Como vocês fazem para estudar durante o dia pelo amor de Deus? Não tenho mais idade nem energia para estudar de madrugada (só consigo me concentrar nesse horario).  Ja estou estudando para uma área difícil que é a fiscal, completamente fora da minha área(saúde), tá muito dificil me concentrar num assunto que nunca vi e com termos difíceis. Assisto videoaula e rapidamente me oercl3pensanfo em outras coisas, começo a ler e como nao entendo fico me levantando pq me lembro de varias coisas, faço tudo menos sentar e ler pq é dificil focar. Sera q terei que voltar a tomar medicaçao? Poxa sera que quem tdah toda vez q tem que estudar muito precisa voltar a tomar medicação? Nao  existe outra alternativa? Pois pelo jeito to vendo que terei que voltar ao médico pois ta dificil

Alguma dica para ajudar quem tem TDAH? 

  • Curtir 3
 Share

11 Comentários


Comentários Recomendados

Vinícius Renato

Postado

Isso se trata com medicamento e tratamento. Por favor, vá atrás disso. A sua vida toda agradece... é coisa seríssima.

Link para o comentário
Priscila Costa de Nazaré L

Postado

Eu marquei o médico, irei dia 4 de junho, não to conseguindo estudar e tem me gerado ansiedade, muito dificil ter que pensar em medicação para isso pq a gente acha que consegue ter controle de tudo, tem 2 anos que não tomo medicação nenhuma, mas também tem 2 anos qur nao me comprometo a estudar para nada, quando fiz mestrado tomei medicação apenas para ansiedade mas sofri muito pois só estudava de madrugada quando consigo me concentrar e isso virava uma bola de neve pois com sono durante o dia ai que não entendia as aulas mesmo. Minha filha foi diagnosticada recentemente com o mesmo problema e sofre muito nos estudos...enfim, tive que marcar para mim de novo pois voltou a me prejudicar no dia a dia mais do que ja prejudica como ter que ir 3 vezes na xerox pq por 3 vezes no mesmo dia me esqueci de levar o papel que ia xerocar, esquecer coisas no fogão e queimar, coisas fora do meu normal de esquecimento e concentração. Ja procurei todas as dicas no youtube e sempre se resume a ir ao médico, então é isso mesmo. Ja marquei e to ansiosa para que chegue o dia pois tem 45 dias que me propus estudar e não avancei em nada. Obrigada e desculpa o desabafo!

Em 14/05/2021 em 11:10, Vinícius Renato disse:

Isso se trata com medicamento e tratamento. Por favor, vá atrás disso. A sua vida toda agradece... é coisa seríssima.

 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Vinícius Renato

Postado

Em 16/05/2021 em 10:32, Priscila Costa de Nazaré L disse:

Eu marquei o médico, irei dia 4 de junho, não to conseguindo estudar e tem me gerado ansiedade, muito dificil ter que pensar em medicação para isso pq a gente acha que consegue ter controle de tudo, tem 2 anos que não tomo medicação nenhuma, mas também tem 2 anos qur nao me comprometo a estudar para nada, quando fiz mestrado tomei medicação apenas para ansiedade mas sofri muito pois só estudava de madrugada quando consigo me concentrar e isso virava uma bola de neve pois com sono durante o dia ai que não entendia as aulas mesmo. Minha filha foi diagnosticada recentemente com o mesmo problema e sofre muito nos estudos...enfim, tive que marcar para mim de novo pois voltou a me prejudicar no dia a dia mais do que ja prejudica como ter que ir 3 vezes na xerox pq por 3 vezes no mesmo dia me esqueci de levar o papel que ia xerocar, esquecer coisas no fogão e queimar, coisas fora do meu normal de esquecimento e concentração. Ja procurei todas as dicas no youtube e sempre se resume a ir ao médico, então é isso mesmo. Ja marquei e to ansiosa para que chegue o dia pois tem 45 dias que me propus estudar e não avancei em nada. Obrigada e desculpa o desabafo!

 

Você fez o certo. Isso realmente pede por um tratamento e acompanhamento profissionais. Conheço amigos próximos que têm, então faço ideia da realidade disso... melhoras e isso não vai te abalar.

Link para o comentário
Erika A

Postado

Olá, Priscila. Como você está? Já foi ao médico?? Conte aqui sobre seu diagnóstico. Fique bem!!

Link para o comentário
Camila Farias

Postado

Em 16/05/2021 em 10:32, Priscila Costa de Nazaré L disse:

Eu marquei o médico, irei dia 4 de junho, não to conseguindo estudar e tem me gerado ansiedade, muito dificil ter que pensar em medicação para isso pq a gente acha que consegue ter controle de tudo, tem 2 anos que não tomo medicação nenhuma, mas também tem 2 anos qur nao me comprometo a estudar para nada, quando fiz mestrado tomei medicação apenas para ansiedade mas sofri muito pois só estudava de madrugada quando consigo me concentrar e isso virava uma bola de neve pois com sono durante o dia ai que não entendia as aulas mesmo. Minha filha foi diagnosticada recentemente com o mesmo problema e sofre muito nos estudos...enfim, tive que marcar para mim de novo pois voltou a me prejudicar no dia a dia mais do que ja prejudica como ter que ir 3 vezes na xerox pq por 3 vezes no mesmo dia me esqueci de levar o papel que ia xerocar, esquecer coisas no fogão e queimar, coisas fora do meu normal de esquecimento e concentração. Ja procurei todas as dicas no youtube e sempre se resume a ir ao médico, então é isso mesmo. Ja marquei e to ansiosa para que chegue o dia pois tem 45 dias que me propus estudar e não avancei em nada. Obrigada e desculpa o desabafo!

 

Priscila, meu marido tem tdah e quando passou em concursos não havia sido diagnosticado. Agora ele tem 38 anos e o diagnóstico há 6, apesar de ter muita dificuldade em concentrar-se, e trocar o dia pela noite, ele conseguiu concluir o curso de direito em 4 anos, 2 pós graduações e passou na oab de primeira. Em alguns momentos precisou da medicação, mas não foi sempre. Algumas técnicas ele desenvolveu pra conseguir estudar: sempre estudar e explicar pra ele mesmo o assunto e fazer um rascunho no final do dia para ver o que entendeu (depois ele joga o papel fora, pois é só pra fixar as ideias). Eu vejo que é um processo mais demorado, mas ele não esquece de coisas que estudou há anos. Ele também não gosta de tomar remédio, mas hoje entende que é algo natural e que fará parte da vida dele, assim como a insulina faz parte da vida de um diabético. Sei que existe uma resistência das pessoas em aceitar o diagnóstico e também o preconceito dos que não entendem isso. Desejo que você consiga passar pelo processo de estudo, que já é difícil, entendendo como todo o processo desse momento funcionará pra você até mesmo pra ajudar sua filhinha no futuro. ♥️
Vejo que boa alimentação, exercícios físicos e técnicas de respiração o ajudam muito quando ele faz (o que é difícil 😅)
Boa sorte na vida e nos estudos! 

Link para o comentário
Priscila Costa de Nazaré L

Postado

Em 27/05/2021 em 08:12, Erika A disse:

Olá, Priscila. Como você está? Já foi ao médico?? Conte aqui sobre seu diagnóstico. Fique bem!!

Entao..se faz um teste neuropsicologico e uns exames ai eles confirmam. Voltei a tomar ritalina mas nao estou me dando bem , pode ser a readaptaçao mas ta me dando crises de ansiedade, é a ritalina LA. Desisti de tomar uns dias pois estava com um parente na uti com covid e a ansiedade piorou ai tentei voltar esses dias e a questão é que não to conseguindo esperar a readaptaçao da ritalina pq nao to conseguindo lidar com o aumento da ansiedade. Comprei 2 caixas logo e ela nao é barata e nao to me adaptando, creio que o medico mude a medicaçao. O problema que as outras medicaçoes custam o dobro até o quadruplo do valor da ritalina, mas vamos ver o que ele diz na consulta de retorno

  • Curtir 1
Link para o comentário
Priscila Costa de Nazaré L

Postado

Em 17/05/2021 em 16:20, Vinícius Renato disse:

Você fez o certo. Isso realmente pede por um tratamento e acompanhamento profissionais. Conheço amigos próximos que têm, então faço ideia da realidade disso... melhoras e isso não vai te abalar.

Voltei a tomar ritalina mas nao estou me dando bem , pode ser a readaptaçao mas ta me dando crises de ansiedade( ritalina LA) ao ponto de nem conseguir fazer as coisas em casa, ja tinha 5omado antes e deu uma melhorada mas dessa vez não ta não, achonqie deve ser o momento em que vivemos. Desisti de tomar uns dias pois estava com um parente na uti com covid e a ansiedade piorou ai tentei voltar esses dias e a questão é que não to conseguindo esperar a readaptaçao da ritalina pq nao to conseguindo lidar com o aumento da ansiedade. Comprei 2 caixas logo e ela nao é barata e nao to me adaptando, creio que o medico mude a medicaçao. O problema que as outras medicaçoes custam o dobro até o quadruplo do valor da ritalina, mas vamos ver o que ele diz na consulta de retorno

Link para o comentário
Priscila Costa de Nazaré L

Postado

Em 27/05/2021 em 18:33, Camila Farias disse:

Priscila, meu marido tem tdah e quando passou em concursos não havia sido diagnosticado. Agora ele tem 38 anos e o diagnóstico há 6, apesar de ter muita dificuldade em concentrar-se, e trocar o dia pela noite, ele conseguiu concluir o curso de direito em 4 anos, 2 pós graduações e passou na oab de primeira. Em alguns momentos precisou da medicação, mas não foi sempre. Algumas técnicas ele desenvolveu pra conseguir estudar: sempre estudar e explicar pra ele mesmo o assunto e fazer um rascunho no final do dia para ver o que entendeu (depois ele joga o papel fora, pois é só pra fixar as ideias). Eu vejo que é um processo mais demorado, mas ele não esquece de coisas que estudou há anos. Ele também não gosta de tomar remédio, mas hoje entende que é algo natural e que fará parte da vida dele, assim como a insulina faz parte da vida de um diabético. Sei que existe uma resistência das pessoas em aceitar o diagnóstico e também o preconceito dos que não entendem isso. Desejo que você consiga passar pelo processo de estudo, que já é difícil, entendendo como todo o processo desse momento funcionará pra você até mesmo pra ajudar sua filhinha no futuro. ♥️
Vejo que boa alimentação, exercícios físicos e técnicas de respiração o ajudam muito quando ele faz (o que é difícil 😅)
Boa sorte na vida e nos estudos! 

Eu tb passei em altuns concursos menores, fiz faculdade, pós e mestrado mas foi tudo tao dificil ne e agora a idade ja nao aguenta mais tanto esforço...nao consegui me readaptar a ritalina LA vou ver com o medico se ele muda a medicaçao e to vendo que terei q voltar a estudar de madrugada pq tem 3 meses q tento e não consigo estudar assuntos fiscais, são muito difíceis. Penso eu que para mim é mais facil passar no enem para medicina do que conseguir entender esses assuntos fiscais fora da minha área rsrsrs. Tem gerado bastante ansiedade. Mas vou tentar de novo apesar que dá vontade de chorar as vezes pois nao entendo nada. 15 minutos de video aula para mim dura 1h pois volto varias vezes para entender e fico procurando no dicionário significado de termos técnicos que nao entendo por justamente não fazer parte da minha área de formação...mas vamos la ne , tentar melhor que desistir

Link para o comentário
Diego Vitor Gonçalves de Sá

Postado

Boa tarde, Priscila! Tdo bem? Então, sei bem o que você passa. Descobri o TDAH aos 28 anos e, para mim, foi uma libertação.  Sempre desconfiei que tinha alguma coisa errada comigo, e graças a um livro sobre tdah,  eu tomei a iniciativa de ir buscar ajuda profissional para finalmente chegar ao diagnóstico. Aos meus 22 anos passei para escrivão da Polícia Civil e com 25 anos para PRF. Quando passei nesses concursos, nem sabia que tinha e o que era TDAH, porém, sentia os mesmos sintomas que você relatou e alguns outros. No meu caso, SEMPRE procrastinei, estudava o que eu gostava, não passava de 20 minutos de estudo de forma concentrada e ficava me imaginando uniformizado participando das operações kkkkkk... o que me levou a estudar uns 2 anos líquidos para consegui passar nesses concursos. Depois que passei a me conhecer, melhorei muito nos estudos e na vida. Alimentação, sono bom, atividade física (não pode ser leve, TDAH, caso tenha saúde para isso, deve buscar atv físicas intensas), terapia e muita leitura, foram essenciais para mim. Apesar de ter tido uma vitória boa (PRF), reprovei em vários concursos.. Pelo o que você relatou ali em cima, na minha humilde opinião, trata-se de um estado de ansiedade forte, sintoma do TDAH. A ansiedade nos paralisa, mina nossas forças e entusiasmo. Primeiro você deve focar nela, na ansiedade, procurar meios de diminuí-la e entender quando ela vem. Troque de medicação, procure saber sobre outras, como o concerta e venvanse. Eu tentei tomar ritalina e para mim tb não deu certo. Voltei a estudar faz uns meses e não tem sido fácil, mas melhorei muito meu foco e retenção com alimentação, sono e atividade física. Não se cobre tanto, entenda que nós funcionamos de determinada maneira, e 4 horas de estudo para nós está excelente. Com toda certeza a área de fisco é mais complexa que área policial e outras áreas tb, mas com certeza você consegue pegar e absorver. Pode demorar mais um tempo, mas consegue! Eu gostei do método do Diogo pois é um estudo dinâmico, porém, TDAHs, inseguros por natureza, criam autossabotagens para não seguir à risca. Siga à risca. Quando sentar para estudar, PARE DE MENTALIZAR QUE É MUITO DIFÍCIL! QUE VOCÊ NÃO ENTENDE. Isso é fuga para você ir para outra área ou desistir dos estudos. Conheço outros TDAHs que não deram certo com a ritalina, mas deram com o concerta e venvanse. Pra mim é um prazer enorme poder conversar com TDAHs e, no q puder, poderemos nos ajudar. Força e Deus abençoe você. 

Link para o comentário
Priscila Costa de Nazaré L

Postado

Muito obrigada por relatar sua experiência. Serio...fui lendo e me emocionando. Hoje to mais sensivel que os outros dias...fica a sensaçao e cobrança constante que nao posso continuar como.estou e com o salario que estou e a cobrança de nao conseguir entender. Pensei em fazer PRF mas devido a ansiedade nao daria certo vuver com adrenalina a mil...vivo na adrenalina em posto de saude em area de risco entao imagine na area policial, entao desisti. Sei que meu proposito de vida é a nutriçao e amo o que faço, mas nao oaga as contas como deveria, o salário e defasado entao infelizmente preciso mudar de area e a area fiscal dá o salario que preicso para ajudar a meu marido a manter as contas e dar um descanso a ele que trabalha 12h e nos trazer paz com relaçao a nossa casa e contas. São tantas cobranças aos quase 40 anos que a ansiedade fica a mil mesmo. 

Obrigada pelas suas dicas e palavras de apoio de quem entende o que eu falo. Vou printar e reler sempre que desanimar

  • Curtir 1
Link para o comentário
Fabio Dametto Pedrosa

Postado

Olá Priscila, meu nome é Fabio e tenho 40 anos, descobri o TDAH aos 31 anos quando estava cursando minha faculdade de Engenharia Elétrica.

Olha, eu particularmente não gosto de tomar medicamentos, principalmente a Ritalina. Cheguei a tomar por um tempo na faculdade, ela me ajudava a me concentrar, porém, ela tem muitos efeitos negativos para mim, por exemplo, o rebote que me dava quando acabava o efeito, algo como uma tristeza profunda, uma depressão sabe.

Acho que descobrir que tinha TDAH foi essencial para eu me aceitar mais,  eu tenho em mente o seguinte: Se eu quiser conquistar algo então eu terei de me esforçar pelo menos 2x mais do que uma pessoa que não tem TDAH, então para focar em estudos eu literalmente corto todas as distrações possíveis, pois algo que é muito característico em mim é que quando sou interrompido demoro muito para voltar ao estado de concentração anterior, então, o que eu puder fazer para não me distrair eu faço. Tem gente que retoma á concentração muito fácil, no meu caso não. Outra questão é que eu não me comparo mais aos outros, meu desempenho é X, do fulano é Y.....não tem como comparar, e acho que isso é o principal fator que eu aceitei e que fez a diferença. Não tem jeito, se uma pessoa sem TDAH termina um livro em uma semana, eu vou demorar duas ou três... ou terei de ler de novo... Se uma pessoa termina um curso online por exemplo em um mês, eu demorarei 2 meses... foi assim com faculdade... um curso de 5 anos eu terminei em 7 anos.., mas terminei e me orgulho desta conquista... não foram em 5 anos... mas e daí? Vida que segue, cada um no seu tempo....

Ah outro detalhe bem importante é que tarefas que consomem mais energia para se concentrar, seu cérebro vai evitar ao máximo... mas isso acontece com quem tem e quem não tem...então não dê tempo do cérebro decidir a luminosidade da lâmpada, o volume da música, a caneta que vai ter que estar na mesa.. simplesmente abra o cronometro, abra o PDF e comece do jeito que está mesmo...

Meu professor de eletrônica, super inteligente tinha TDAH a ponto de se mudar de um endereço e continuar indo para o endereço antigo por durante uma semana ,porque se esquecia que havia mudado... e o cara era pós-doutorado em eletrônica...mas ele se aceitava porque o que ele precisava se lembrar que era a eletrônica, isso ele não esquecia nunca... comigo acontece muito isso também.. acho que nosso cérebro talvez seja meio seletivo... lembro de códigos de acesso á configurações de equipamentos que eu não mexo há mais de dez anos, mas não lembro do que acabei de ler kkkk...

Enfim, (se chegou até aqui kkkkk) relaxe, você vai conseguir superar isso.. coloque ciclos menores de estudo.. tipo se a matéria for 1 hora de estudo, quebre em 2 partes de 30 minutos, ou 4 de 15minutos.. o importante é não deixar de estudar.

Abraços e espero que eu tenha lhe ajudado.



 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Visitante
Adicionar um comentário...

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...